quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Não deixe a gordura destruir suas relações pessoais.

Todos gostamos de ver pessoas magras e elegantes! 
Dizemos sempre que a beleza é interior mas o fato é que 
os homens preferem as mulheres magras e 
as mulheres preferem homens elegantes e com uma barriga lisa! 

E não há nenhum mal nisso, é assim que são as coisas.


Para nos sentirmos bem por dentro devemos começar 
por gostar de nos por fora! 
Os quilinhos, os centímetros a mais, a barriga grande, 
a gordura localizada, ou a celulite são problemas que tem 
de ser resolvidos para uma boa aparência, bem-estar e boa saúde!

A maioria das pessoas gordas tem vergonha do seu corpo
e tem tendência para se isolar.
Os excesso de peso pode afetar também os relacionamentos amorosos.
Por vezes a pessoa que não consegue emagrecer,
que se sente gorda, sente-se inibida em mostrar o corpo
nos momentos íntimos e isso pode prejudicar a vida sexual do casal. 



A falta de auto-confiança e a insegurança que o excesso de peso causa,
pode ser fatal num relacionamento amoroso.

Hoje em dia, cada vez mais, uma boa imagem é essencial para tudo! 

É importante ter uma boa imagem em quase todas as áreas profissionais.
Basta abrir um jornal e verificar que a maior parte dos anúncios
de oferta de emprego pedem pessoas com boa apresentação!

Perder peso pode ser uma boa ajuda para melhorar a
sua vida também a nível profissional.

O excesso de peso pode levar a problemas psicológicos.

Normalmente as pessoas gordas que não conseguem emagrecer
têm uma baixa auto-estima, são inseguras, não gostam do seu corpo.
Isto pode facilmente conduzir a depressão e a uma vida infeliz…

 Quantos de vocês que estão aqui a ler  este texto não passaram 
por todas estas situações acima, imagino que muitos.
Mas quantos assumem que o excesso de peso os tirou do convívio
com as pessoas próximas, que o excesso de peso te limitou a 
ser escolhido para uma vaga de emprego .

Ou quantos aqui deixaram de se relacionar amorosamente, 
ou simplesmente deixaram de se aproximar ou conhecer seu 
grande amor pura e simplesmente por ter vergonha
de se mostrar como realmente é.

É grande o número mas temos grandes problemas em assumir isso.
Se soubessemos o quanto é importante assumir a 
imagem que vemos hoje em nosso espelho
para nos ajudar a querer mudar, certamente já o teríamos feito.



Eu por exemplo sempre disse sou feliz assim como sou, isso 
quando tinha 146 quilos e hoje vejo o quanto 
eu mesma me atrapalhei, afinal eu não podia ser feliz o tempo 
todo se eu tinha dificuldades para andar de ônibus.

Com 146 quilos e já não conseguindo passar a catraca de um coletivo,
mas sempre me escondendo atrás das minhas desculpas. 

E foi em um dia em que quase intalei, essa é a 
palavra sim, na catraca de um coletivo que decidi que assim não 
dava mais e no outro dia já comecei a tomar 
atitudes em meu favor. 

Relatem por favor se assim como eu vocês também se pegaram 
em algum momento dizendo que não precisavam emagrecer 
enquanto na verdade o excesso de peso já os
impedia de fazer tantas coisas. 

6 comentários:

Adriana Oliveira disse...

Oi Lu!!! Bem em minha relação sou uma pessoa bem resolvida, me acho uma mulher bonita, atraente...não tenho problema com isso na relação amorosa. Mas ja passei sim e ainda passo por preconceito tanto em relação a trabalho e convívio social. Qd decidi emagrecer um dos motivos (fora a minha imagem nas fotos, que foi ali que percebi como estava de fato)foi exatamente um comentário maldoso de um familiar..ela disse bem assim: "Nossa qd te vi levei até um susto, pensei que vc estava gravida, como vc esta gorda" isso na frente do meu marido e outras pessoas, da pra saber como me senti né!? Mais não me sinto mal com meu peso não, estou devagar fazendo algo por mim e isso que importa....bjs

Marcela disse...

eu acordei p vida em uma catraca de onibus também.. isso pq unca pegava onibus, ate hoje tenho medo da catraca, acho que foi trauma mesmo...
mas o que me motivou mesmo a emagrecer, foi a minha separação, eu estava feia abandonada e mal amada e o pior me achava feia, foi quando comecei a ver meus atributos, minha beleza que comecei a a emagrecer.
P ter uma noçao esses ultimos meses eu me senti feia e p baixo e dai o peso se manteve, pq eu não deixo a peteca cair não, lgo to voltando ao rumo, ja to me achando bonita e interessante e vou voltar a emagrecer não somente manter.
beijossss e bom fim de semana

Mel Mudanca disse...

Lucy, "Um brinde ao acaso. Um brinde ao que deu certo, ao que não deu em nada. Um brinde ao caminho incerto, à pessoa errada. Um brinde à tudo que acontece, um brinde ao que nunca vai acontecer. Tudo que mudou, e a tudo que nunca vai mudar. Um brinde a nós , guerreiras todos os dias do ano!"
Um ótimo final de semana , beijuuuu

Nina Morais disse...

E esta é a vida como ela é, sem dúvida. Não há mais como manter a imagem do "sou gordinha, mas sou feliz".
Certíssima.
Beijos

Ale disse...

olha a ultima frase do seu post disse tudo viu.....
Obrigada pela visita volte sempre.
Vou te add na minha lista de blogs e te seguir bj

Ex não vaidosa disse...

Saudações Lucy! Li e reli... porém, vejo muito extremismo... ponderar o que é instituído pela mídia ao longo dos anos e analisar o impacto disso tudo em nossa vida. Concordo que viver gordo não é facil, porém, basear-se em esteriótipos é loucura, pois não existe gente feia, sim o ângulo errado da camera e um péssimo editor de imagens. Beijos e abraços