domingo, 27 de março de 2011

Sobre os gordos.



Muito se fala de preconceito, de como a sociedade é injusta,
do quanto a busca pelo “corpo perfeito” acaba por gerar repulsa
 ou mesmo ódio contra os que são mais bem fornidos de gordura corporal,
 aqueles que preconceituosamente a sociedadetenta rotular
 com um eufemismo bisonho: “portador de sobrepeso”.



Para começo de conversa, o gordo é o cara que seria o último
 a arranjar uma namorada (ou um namorado).
 Todo mundo só quer saber de homens jovens, com barriga de tanquinho, 
brancos mas queimados de sol (se a pele for toda escura, sem marca de sunga, já era),
 peitorais definidos, bíceps desenvolvidos e pinto grande.

Mas essa não é a única manifestação do preconceito contra os gordos: 
ninguém nunca quer sentar ao seu lado no ônibus (o que, confesso, até considero 
uma vantagem, na maior parte das vezes); ninguém quer ficar perto dele
 na fila do serve-serve (desde que ouvi este aportuguesamento
 de “self service” nunca mais consegui deixar de usá-lo);
 seus colegas de trabalho não querem ir almoçar “com a baleia”; 
não se encontram roupas prontas, pois a indústria acha que só
 os magérrimos têm dinheiro para se vestir.



Além disso, as pessoas não respeitam, sequer cogitam,
 a possibilidade de o gordo ser feliz assim.
 De cada cinco palavras que dizem, quatro são “você tem que emagrecer” 
e outras cobranças do tipo. Acham que todo gordo é cardíaco 
e que vai perder as duas pernas numa trombose.

E, claro, dificilmente um gordo ganha carona.
 As pessoas têm medo que levando um gordo de carona, 
a suspensão do lado direito vai precisar de reforço.

E para gordo também é difícil arranjar emprego, pois as empresas não
 querem correr o risco de ter de reforçar algumas cadeiras
 para que suportem o peso de um funcionário fora do padrão. 
Não importa muito a competência, pois a obesidade pesa mais — sem trocadilhos.


A questão central, na verdade, é que preconceito todo mundo sofre. 
Resta a cada um saber lidar com isso, e saber que é o único responsável
 pelo seu próprio corpo. Quem está com excesso de peso 
normalmente sabe o que fazer para emagrecer, mas precisa escolher fazer isso. 

Se não o fizer, precisa ter noção de que — ainda assim — está fazendo uma escolha.
Temos que levantar mais essa bandeira e mostrar
as pessoas que resolvemos emagrecer
não pelo preconceito mas por uma decisão pessoal.

As pessoas precisam parar de dizer que os gordos precisam emagrecer.

22 comentários:

Anna disse...

adorei como sempre vir aki e como sempre vc sacode meu pensamento e me faz enxergar as coisas com amis clareza
a mudança depende de nós, se esconder atras de desculpas e falar q somos alvo de preconceito não vai mudar a situação, nós sim temos a decisão em mãos...
As pessoas precisam parar sim de dizer q os gordos devem emagrecer, quem não estiver contente da forma que é com o peso q tem q deve resolver fazer a mudança. levado apenas por sí mesmo não por pressões sociais e modelos estabelecidos, mas porque quer isso pra si

Nosso emagrecimento disse...

Amiga, a mais pura vdd, sempre falam de preconceito contra homossexuais, negros, certas religioes, mas esquecem da discriminaçao contra os gordos, absurdo mas vdd,bjoss

Thaís disse...

Qualquer tipo de preconceito é repulsivo! Desse mal eu não sofro.. alias, sempre preferi gordinhos.. todos os meus namorados foram gordinhos e sempre me atrairam mais do que os magrelos! Ninguem fica mandando os magrelos engordarem n é? Precisam aprender a deixar as pessoas em paz! :)
bjinhos

josy disse...

Concordo com vc amiga!!!A mudança deve partr de nós por uma decisão pessoal cuja satisfação é nossa e pronto!Nada de agradar a alguém ou por causa do preconceito!Já chega de aceitar que a sociedade olhem os gordinhos como seres de outro planeta!
bjs flor e ótima semana!

Camila disse...

O que acho estranho é o pq de as pessoas acharem q tem direito de mandar um gordo emagrecer...

eu nunca apontei p ninguém e disse:

- Nossa, vai retocar essa raiz do cabelo q tá medonho!
- Melhor engordar pq vc parece q não tem dinheiro pra comida!
- Nossa, vai comprar umas roupas melhores porque vc é muito cafona!
- Vai usar uns saltos pq vc é mto baixinha

etc etc

não sei pq as pessoas tem o direito de falar sobre dietas só pq a pessoa está acima do peso...

adorei o post

bjos bjos

bom fds

http://sohbasico.blogspot.com/

Talita Oliveira disse...

Realmente, emagrecer ou não, engordar ou não, ou qualquer coisa que diga respeito só a pessoa e não influencie na vida de ng só deve ser resolvido pela própria pessoa! Que cada um seja feliz como quiser, não é?

Bjs

Anônimo disse...

Muito legal seu post. Esses dias escrevi um no meu blog também, se quiser ver depois!
Parabéns pelo blog!
dietadiletante.blogspot.com

Catia Sousa disse...

Oi Lucy, tudo isso é a mais pura verdade. Há um tempinho postei no meu blog sobre um ato discriminatório que sofri no ônibus, quando ainda estava obesa. Lembro que me senti tão humilhada pelas mulheres magras que estavam lá, que acabei descendo antes do meu ponto. Elas falavam baixo, mas eu as ouvia perfeitamente. Foi uma experiência horrível. Claro que passei por muitas outras experiências preconceituosas, mas essa foi a mais recente.
Beijos.

Sil disse...

É triste, mas é a mais pura verdade!
Pessoas acima do peso são MUITO discriminadas...
Já ouvi muita coisa nessas andanças.
Já tive uma aluna obesa que sofria muita discriminação (entre crianças é mais triste ainda)

Gosto de suas idéias!
Parabéns pelo blog!

Ana Carla disse...

Houve um tempo em que até o oftalmologista disse que eu precisava emagrecer. "Por que, doutor? Estou com olho gordo?" Beincadeirinhas à parte, tratam o assunto como se bastasse a vontade pra emagrecer.

***Taia*** disse...

Lucy!

Se você estivesse me vendo, saberia que estou te aplaudindo de pé pelo post de hoje. Temos que dizer não ao preconceito. Gordo também é gente e tem todo o direito de ser feliz, como todas as outras pessoas desse mundo.

Parabéns pelo post verdadeiro e franco!

Bjus

Iza Barros disse...

Menina adorei seu post, tudo haver com nossa campanha, vc falou de uma maneira clara e objetiva, o que passamos.

Vou levar o link da postagem,para meu blog.

Otimo inicio de semana.

Bjks

Liliane disse...

Muito bom esse post mesmo! Adorei!
Ótima semana!
Bjokas!

VIVI - VENCENDO CADA DIA!!! disse...

Oie lucy,

Gostei muito do post de hoje. Pq no Brasil de hoje se prega tanto sobre preconceito e cada vez mais o vemos e muitas pessoas, passam isso, com pessoas que as conhecem ,que acho pior!!

beijos e boa semana

Maria disse...

Certissima, amei o post, as vezes a propria pessoa acima do peso discrimina outra e não faz nada para mudar isso!

sobre as industrias de roupas é a mais pura vdd, uma falta de respeito com a maioria das pessoas!

Bjos e mais uma vez obrigada por este post1

Patrícia Medeiros disse...

Lucy... Vc tocou em um ponto muito importante.

O preconceitos com as pessoas gordas, sejam crianças, jovens, adultos e idosos, é muito cruel. Na maioria das vezes, as pessoas "magras" chegam a ridicularizar os gordos na frente de outras pessoas só pra fazer graçinha... pra ser piada. E isso é ridículo!

Com todos os programas falando sobre emagrecimento... Com todas as reportagens em revistas e jornais, nós sabemos como se faz para emagrecer. Porém, comer é um vício. É uma válvula de escape para muitos. E se livrar de vício é difícil. Se não fosse, não existiram gordos, drogados, jogadores falidos, enfim, todas as espécies de seres humanos viciados.

O importante é se amar. E se cuidar para que o excesso de peso não prejudique a saúde e a vida social.

Bjus!

Fernanda disse...

Oi Lucy

È super chato esse tipo de preconceito, já presenciei diversas vezes isso com pessoas ao meu redor e quando escuto algo pra cutucar um gordo para emagrecer, "dói" em mim, é cruel mesmo né...

Beijos

Juliana disse...

A mais pura verdade é que muitas pessoas ainda passam por isso hj !!!

Basta pensar nestas situações corriqueiras que vc descreveu !!!

Precisamos lutar contra esse preconceito !!!!

beijos

carla disse...

Olá amiga, preconceito é mesmo sem dúvida coisa de gente fazia de si mesmo, eu particularmente prefiro homens mais cheinhos dos que os magrelos, sempre pego no pé do meu marido pra ganhar uns kilos a mais e ele fala vc gosta de gordinhos, eu não vejo problema nenhum em ser gordinho, desde que a pessoa se sinta bem e tenha saúde, bjos amiga e uma excelente semana.

Marcela disse...

vc tem toda razao no seu post, é como se nos fossemos uma doença, que ninguem quer ficar perto, mas muitas vezes vejo q o fato de nao nos aceitarmos dificulta tudo isso,depois q resolvi me aceitar e emagrecer p me sentir melhor e mais bonita e com mais saude, as coisas melhoraram da minha parte, e não deixo mais nem fazerem piadinhas ao meu respeito.
o que foi muito forte numa época.
Vamos sim vencer essa barreira do preconceito..
bjus e boa semana

Lady Di disse...

Hum, post reflexivo!Não gosto de ser gorda, não sou feliz assim então decidi emagrecer, mas respeito quem é e sente feliz assim, uma coisa que aprendi sofrendo preconceito, é não fazer aos outros o que não gostaria que fizessem comigo, a maior parte das pessoas se acha no direito de dizer o que quiser sobre o gordo, mas esquecem que são seres humanos e se magoam...pergunta pra alguém que tá xingando, outro, se ela gostaria que falassem com ele da mesma forma, a resposta obviamente seria não...Esse mundo ainda precisa aprender tanto...
boa semana!

GÊ. disse...

Ola

Concordo com vc, preconceito é algo mto chato, e não só de cor raça ou credo, mas tbm de tipo fisico, afinal as pessoas são muito mais que uma embalagem são o conteudo.

bjs