terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Comendo sentimentos...será?

A maioria das pessoas que sofrem de obesidade ,acham que
o emagrecimento está isolado de fatores emocionais.
Tão importante quanto uma alimentação saudável ,a prática de exercícios,
o auto-conhecimento é o melhor caminho para que você
aprenda a pensar e agir como magro.


 
Aprenda a perceber, identificar e lidar com as emoções que levam ao impulso de
 comer.Vamos falar do comer compulsivo, que nos leva a cometer erros.
Um dos transtornos alimentares, que se assemelha à bulimia, pois caracteriza-se
 por episódios de ingestão exagerada e compulsiva de alimentos, no entanto,
 diferente da bulimia, pois as pessoas afetadas não produzem a eliminação
 forçada dos alimentos ingeridos (tomar laxantes e/ou provocar vômitos).

Pessoas com esse transtorno sentem que perdem o controle quando comem.
 Ingerem grandes quantidades de alimentos e não param enquanto
não se sentem "empanturradas".

Muitas vezes já passei por períodos assim em que eu somente comia
por comer sem fome e na grande maioria das vezes me sentia
muito mal e sentimentalmente infeliz com tudo que tinha feito comigo.


 
Geralmente essas pessoas apresentam dificuldades em emagrecer ou manter
o peso. Quase todas as pessoas com esse transtorno são obesas e
 apresentam história de variação de peso. São propensas a vários
 problemas médicos graves associados à obesidade, como o aumento do colesterol,
hipertensão arterial e diabetes.É um transtorno mais frenquente em mulheres.

Indivíduos obesos têm maior risco de doenças cardíacas e
alguns tipos de câncer (estômago/intestino). Outro fator comum é
que essas pessoas sofrem de depressão.

Temos como sintomas:
  • Comer em segredo 
  • Depressão 
  • Ingestão compulsiva e exagerada de alimentos 
  • Abuso de drogas e álcool
Personalidade tende a ser assim :
  • Baixa auto-estima 
  • Sentimentos de desesperança 
  • Medo de se tornarem gordas 
  • Serve como uma forma de lidar com o estresse e a ansiedade 
  • Pessoas muito preocupadas com a aparência física podem aumentar a
  • incidência de transtornos alimentares. 
  • Não criticar muito as pessoas da família em relação ao corpo e peso.
Tratamento:

O êxito é maior quando diagnosticados precocemente.
Precisa de um plano de tratamento abrangente, em geral, um clínico, nutricionista 
e um terapêuta, para lhe dar apoio emocional constante. 
Uma forma de terapia que ensine os pacientes a modificar pensamentos e
comportamentos anormais, em geral são mais produtivas.

24 comentários:

Dida - Futura Ex-Gordinha disse...

Gostei muito do sei post amiga!
Realmente o emocional pesa muito!
Beijos

Akasha Taltos disse...

Excelente post, vou twittar este post. Bjks

***Taia*** disse...

Oi, Lucy!

Tenho compulsão alimentar, e sei que 100% dos meus hábitos alimentares têm haver com meu estado de espírito. Eu como para esquecer coisas que me aborrecem e me magoam, tenho autoestima baixa, depressão e tudo o mais citado neste post, mas estou lutando para virar o jogo e vencer tudo isso, e ter um corpo magro e saudável.

Bjus

LeDesigner disse...

Oi Lucy!
Eu andava assim...comendo por comer.
Não chegava nem a sentir fome e já empurrava comida para dentro! Nem sentia o gosto de nada!
Hoje é o primeiro dia que voltei a R.A e to comendo tudo certinho...comecei a sentir gosto das coisas e comer para me alimentar e não para tapar algum rombo, algum buraco que jamais sacia com comida e sim quando descobrirmos o que causa isso na gente!
Adorei o post!
Beijo Lê
80diasparaemagrecer.blogspot.com

Anna disse...

Oi Lucy , eu ando meio assim sabe, exagerada , comendo demais da conta, largando sentimentos em pratos recheados de gorduras....
adorei o post, uma forma de nos enxergar e ir atras de ajuda né
bjs bjs

Por Paloma Coelho disse...

Obrigada por compartilhar conosco o seu post de hoje eu simplismente me identifiquei mt, beijos

Fer disse...

muita gente emagrece, fica magra, mas com a cabeça "gorda"... depois de um tempo volta tudo...

muito legal o post

beijooo

VIVI - VENCENDO CADA DIA!!! disse...

Oie,

Temos que está atento ao emocional sim!!
Hoje tento me controlar mais...mais já tive
épocas de comer emoções mesmo.....e até sem emoções tbém rsrsrsrsr

beijos

Juliana disse...

NOSSA, eu me identifiquei bastante, pois fazia exatamente isso, procurava comida por estar triste, por estar feliz, pra me distrair... emfim tudo era motivo para comer e só parava quando dava aquela sensação de "não cabe mais"

Graças a BlOGOSFERA LIGHT !

Desfrute a Vida disse...

Oi linda, muito bom post!!! Todas nós sofremos um pouco disso, não é verdade?

Um grande bjo pra vc linda, tenha uma ótima semana!!!

Lucy Affonso disse...

Olá amiga , olha não é facil , mas agente tem que trabalhar a mente para depois trabalhar o corpo , que só um não dá certo.....Muitas energias positivas amiga vc é super 10....Bjinhooosssss....

A Minha Perda de Peso disse...

Excelente post e com muita razão :)

Mirtis disse...

Eita ferro, acho que preciso de tratamento rs!
Ótimo post...amei msmo!
Tento me controlar a cada dia, já nem tenho tomado laxantes....e os vomitos, só quando me sinto culpada mesmo, mas vai acabar isso....
Beijos

Juli disse...

Oi Lucy.
Vim conhecer seu blog e adorei teu post.
Muitas x comemos por compulsão e não por fome, mas isso vamos juntas aprender a mudar.
Estou te seguindo, bjus e ótima quarta-feira.

Ana Lyvia disse...

Oi Lucy!

Já comi mtas vezes sem vontade, só pra aliviar uma angustia.

Graças a Deus fui curada de depressão e ultimamente tenho controlado minhas emoções sem recorrer a comida.

Bjos!

Glau disse...

Acho que a compulsão em exagero é um dos problemas que arruinam a dieta. Ainda mais se esta estiver associada a qualquer fator emocional. É aasustador imaginar o impacto que isto pode causar na vida de qualquer sujeito.

Está é sem dúvida uma reportagem que nos faz aumentar o nosso rol de informação sobre tudo que envolve as questões do corpo.


Beijos,
Glau.

Lindinha disse...

Olá, esse seu post simplesmente dispensa comentários! Acho que a compulsão alimentar é o maior obstáculo pra quem quer perder peso. O pior é que faz mto tempo que eu sei que sofro disso! O negócio é aprender a controlar as emoções. Bjos pra vc.

Candy disse...

Por isso que sou fã do Livro Pense Magro. O importante é egente mudar o que está dentro de nós primeiro, concorda?

Ingrid Cibele disse...

oi, tudo bem??? eu estou ótima, tem selinho no meu blog para você...bjs

Rogeria disse...

Gosto dos seus post porque o conhecer nos dá maior tranquilidade para entender nossa cabeça e maneiras erradas de lidar com a comida!Gostei
Bjus
Ro

Vanessa disse...

Oi, Lucy!
Nossa, eu sou uma compulsiva, qdo isso me ataca, sai de perto... rs. Mas agora tô maneirando, tenho né!
Ótimo post!
Bjos.

Tred Sports Saúde disse...

Parabens pelo blog!!!
Sou especialista em treinamento e no meu blog tenho algumas informações que podem te interessar e se precisar de algumas dicas sobre como consegur atingir seu objetivo, só perguntar
Acesse http://tredsports.blogpot.com e http://tredsportssaude.blogpot.com

Pri disse...

Oi tudo bom??

To passando só pra lembrar que hoje começa a 6ª pesagem do Desafio de Outono. Poste seu peso até dia 07/02/2011. Ok ???

Lembrando que o participante que ficar mais de 2 pesagens consecutivas sem postar a pesagem será excluída do desafio....

Bjuss
http://desafiodasestacoes.blogspot.com/

Garota Plus Size disse...

Amiga, lendo esse seu post me deu até vontade de procurar uma psicóloga pra eu poder ver se consigo controlar minha compulsão..SEMPRE tive vontade de fazer isso sabe, mas a grana me falta :/
vou ver se dou um jeito de me tratar pelo sus ou algo assim rs.. mas que que vou eu vou..
OBRIGADA pela força viiu :D
BEIJÃO :*