terça-feira, 11 de janeiro de 2011

A dieta ideal.

Eu sempre estive dividida entre a volúpia de comer bem
e a necessidade de me alimentar com saúde.
Posso dizer que a gula venceu boa parte dessas batalhas.
Nunca hesitei entre um camarão ao alho e óleo e um chuchu refogado.
Mas a idade aumenta e a vontade de cuidar da saúde cresce.

Tudo o que é gostoso parece fazer mal : batatas fritas, hambúrgueres,
refrigerantes, hot-dogs, bacon e, claro qualquer delícia feita de açúcar.
E pensando nisso tudo acima decidi parar de comer ovo há muito tempo atrás
porque a gema aumentava o colesterol, carne de porco por ter
lido que era prejudicial. Abandonei os torresmos, as linguiças, os pernis.

E não é que me surpreendi depois quando ouço um médico falar que
o ovo faz bem, e que estudos estavam sendo realizados no Japão em uma
cidade onde os moradores vivem em média mais de 100 anos
e adivinhem o que eles comem rotineiramente: Carne de porco.

Penso na minha vó que cozinhava com banha de porco e que já passou dos 90 anos.
E em outras velhinhas que conheci.Talvez o povo do passado saiba
algo sobre alimentação que se apagou com o tempo. No mínimo
eles não viviam estressados com tantas dietas e informações desencontradas.
Sentiam-se felizes por desfrutar de uma boa comida preparada por eles
mesmos. Dietas são boas. Mas acredito que o principal
ingrediente para uma boa saúde seja a paz de espírito.

Hoje eu sei que nada do que eu já tinha feito era certo.
Somente com conhecimento consegui descobrir que o problema em si,
não está no alimento mas sim na forma em que o preparamos,
e na quantidade que ingerimos, podemos ter uma dieta variada e com
vários tipos de carnes, batata , massas, basta sabermos quanto disso tudo
podemos ingerir para manter nosso peso saudável.


Tenho outras preferências hoje, alimentos que o meu organismo
me ensinou que ele precisa pra render melhor no dia-a-dia.
Descobri também que meu corpo precisava de movimento para não
morrer antes da hora, ainda preciso de mais movimento.
Mas já não sei mais ficar parada e estou muito feliz pelas minhas descobertas.

Convido a todos vocês se descobrirem também.
Seja com a quantidade certa de alimento a ingerir, ou como agir diante das
quantidades, vamos fazer uma parceria com o nosso eu , e assim
fazer com que tudo fique muito mais fácil.

31 comentários:

Giovana disse...

concordo com você...a saúde mental/emocional/ espiritual é tão importante quanto cuidar da alimentação...e sobre a alimentação, também acho que o principal é dosarmos as quantidades, é termos equilíbrio...bjos

Catia Sousa disse...

Parabéns pelo post! Excelente.
A vida e as experiências que tive com várias dietas ao longo de 18 anos me ensinaram o que vc já disse na sua postagem: não é o alimento em si que nos faz engordar, mas sim a nossa postura diante dele.(tenho 31 hj e comecei a cuidar da alimentação desde os 13).
Um grande abraço!

Anna disse...

vc ta certissima, a gente tem informação desencontrada sim, comete erros com os excessos e hj em dia tb a facilidade da vida ... carros, internet, td é mais facil até uma pesquisa vc clika aki na net e acha td e antes vc tinha q sair ir a busca em bibliotecas, até no mercado já tem a disposição carrinhos com cadeira p vc andar e "não se cansar", antes não era td mundo q tinha carro,a alimentação era mais saudavel, refri era raro( pelo menos em minha casa era só domingo e dia de niver)e não tinha por aki o fast food... e por ai vai, quanto mais facilidades temos mais dificuldades em se perder peso e em se ter mais qualidade de vida e saude
vc ta certa temos que fazer essa análise pessoal, achar nosso caminho, quais nossas quantidades ideais e nosso proprio equilibrio, em tudo corpo e mente
eita q vc é inspiração menina, sempre saio renovada daki

Aline disse...

assino em baixo tudo que vc disse
tambem acho que devemos aprender a comer de tudo não adianta tipo deixar de comer arroz ,vc não vai ficar o resto da vida sem o tal alimento então presisamos aprender a comer da forma certa pode demorar mais iremos aprender ,cocordo quando tiramos o carbo a fim de dar um susto no organismo pra ve se ele reage rsrsrs
mais lucy chegaremos la com certeza
bjkas♥♥

Maria disse...

Que belo post,concordo com tudo que vc disse,minha avó cozinhava com banha de porco,só comia carne gorda e viveu até seus 96 anos,só que nunca teve automóvel e trabalhava duro de sol a sol!!E criou 12 filhos!Devagar chegamos lá!! bjoss

Bia disse...

Nossa, nunca que eu paro de comer carne de porco e ovo, amoooo!!!!
Concordo que o que pode arruinar é a forma de preparo. Sempre faço cozido, refogado, e a carne nunca é frita em imersão, sempre fica sequinha.
Bjo!

✿Dαиda Lutando Contra a Balança✿ disse...

é...
antigamente havia pouco estress,mais alegria e disposição né ??
beijos

Eu Preciso e Vou Emagrecer disse...

com cerfteza amiga vc estar certissima viu.
Então uma maravilha tarde de terça pra te viu mil bjs no ♥

Daniele disse...

excelente o post! eu acho que hoje em dia, mesmo sem a banha de porco, tudo é mais calórico, cheio de conservantes, congelado, pratos rápidos, industrializados... acho que antigamente os alimentos tinham menos conservantes, menos hormônicos, agrotóxicos...
mas nós temos que encontrar um ponto de equilibrio pessoal, p0ara uma vida saudável

Beijos!

Dric@ disse...

Amiga...
Que maravilha suas palavras hoje, é verdade se ficarmos levando em conta o que a mídia apregoa enlouqueceremos. Um dia o ovo é o vilão no outro é o mocinho.
Por isso precisamos cada vez mais nos conscientizar que o equilibrio é a chave para tudo em nossa vida, inclusive para alimentação.

Bjão e fique com Deus

GÊ. disse...

Oiii

Mas eu acho que no fundo nada faz tão mal, o que importa é a quantidade que comemos... Eu sempre acho que tudo que é demais ai sim faz mal.

Beijos linda

Lindsay Mol disse...

oieeeeee
que otima materia....
mto pertinente...
cada um deve saber onde e como comer... e principalmente oque ingerir na quantidade certa!]parabens!!!!
belíssima reflexao!!!!!!
bjo

Muriel disse...

Oi, lindinha..
Vc tem toda razão...
A quantidade...
Preciso me controlar muito nessa parte..
Sei disso..
Adorei ler seu post de hoje...
Bjus no coração..
Obrigada pelo carinho no meu cantinh...

Mya Schroeder disse...

Oi Lucy!

Eu já disse que vc escreve mto bem???
Se não disse, está dito agora...hehehe

Vc consegue realmente descrever certas situações de forma tão clara que formamos um quadro visual perfeito em nossas mentes...

E o convite está aceito! Obgd pela oportunidade de aprender a redescobrir-me!

Bjão querida!

[Mya]

Muriel disse...

Oi..
Lucy............
Fui tomar café e me lembrei desse post...
Manerei na quantidade...
Bjus no coração..

Pat disse...

Oi Querida. Concordo plenamente com vc. O importante é saber dosar a quantidade e a qualidade do q comemos. E claro, se movimentar sempre.
Beijosss

Dessa =o) disse...

oiie:! Adorei o post e obrigado pela visita! bjuss

Nina Morais disse...

Simplesmente perfeito. Parabéns.

Letícia disse...

Nossa, seu post diz tudo. Não preciso colocar nem uma palavrinha a mais! Quanta sabedoria!!!
Resumindo - Dá pra comer de tudo um pouco, ser feliz e saudável!!!

εïз Dani εïз disse...

É verdade, com pequenas percepções e muitas ações podemos mudar nossos hábitos e começar a viver de forma mais saudável...E quando descobrir o equilíbrio vou ver que não preciso mais fazer dieta, apenas Viver!

Beijos ;)

VIVI - VENCENDO CADA DIA!!! disse...

Oie lidna

Gostei bastante do post de hoje!!
Eu tenho tentado me controlar nas refeições, principalmente na questão de quantidade!!
Estou ao máximo me policiando neste sentido pra não extrapolar muito!!
Mais uma coisa que sinto que tenho que parar, tbém é de tomar liquido nas refeições!!
Amiga me faz falta demais da conta!!
Mais eu ainda eu consigo, vc vai ver!!

beijos e boa quarta

Belíssima disse...

Adorei seu post!
Traz tantas verdades e com certeza um dia conseguirei chegar lá
bjs

Alexandra disse...

Concordo com tudo o que dizeste só acrescento uma coisa... Os antigos eram muito mais activos que nós. O trabalho era mais pesado, as mulheres não tinham um batalhão de máquinas para ajudá-las nas lides domésticas, caminhavam mais, etc. Vale a pena a gente pensar nisso...
Abraços

luma disse...

Vc tem toda razão. Pensando bem a fundo constatamos que é isso mesmo.
A conta que a vida moderna está nos apresentando.
Bj

Cacau disse...

é isso msm Lucy, amei o post!!!!!!!!!!!!!!!!

bj bj bj

Fernanda disse...

Olá

Esse post deu pra refletir bem sobre o q comer e como comer!
Se a gente parar e analisar bem, realmente esse post faz todo sentido, e dá pra mudar bem o nosso modo de comer e de viver...

Adorei a postagem

Bjus

Narcisa disse...

Penso que o segredo está mesmo é nas quantidades. Bjksssssss.

Leila... disse...

Realmente vc ta certa.
Minha mae sempre comeu bem, mas sempre previlegiou frutas, legumes e verduras, toda a refeiçao dela tem estes itens, pelo menos 1 destes.

Minha vo tem saude, mas é obesa, e sempre comeu muito em quantidade e muito ruim em qualidade, sempre muita fritura, muita carne.

Precisamos saber oque precisamos e oque faz bem pra gente.

Van disse...

Olá. Para evitar estas contardições da modernidade faço uso da seguinte regra. Evito tudo que é industrializado, inclusive temperos e sucos. Como o que tenho vontade, desde que seja feito pormim, pizzas, sorvetes e ect.
Esta dando muito certo tanto para a saúde como para a redução de peso.
Bjoks

Tatha, somente... disse...

Adoreiiiiiiii... e sabe que o titulo do seu blog é perfeito???

bjokinhas :*

Anne disse...

Oiii! Adoroooooooo teus post!
Aco que o fundamental é comermos aquilo que nosso corpo pede, e faz ele funcionar. Não acredito em coisas fixas, cada organismo e um organismo! Beijos